Garotas Mortas

*Por Luíza Mançano Passei a última semana pensando em escrever um texto,  uma análise literária sobre um livro, Chicas muertas, da escritora argentina Selva Almada, publicado em 2014. Uma crônica sobre o feminicídio na Argentina. Uma crônica sobre o assassinato de três garotas na década de 1980: Andrea Danne, Maria Luisa Quevedo, Sarita Mundín. Três mulheres […]

Rodrigo Hilbert e a supervalorização do razoável

Por Fabiana Oliveira* Faz tempo que o discurso da “desconstrução” tem contaminado nossos debates e, sobretudo nas redes, ganha força e adesão. “Ele é descontruído”, “ele está se descontruindo”, afirmam algumas de nós para falar de alguns companheiros (ou nem tanto) de luta e de vida, reforçando a ideia de que alguns homens podem não […]

Mulheres de Ubatuba preparam ações contra o desmonte da Previdência

Nem belas, nem recatadas: mulheres de luta! A compreensão da importância de discutir e intervir na política em todos os níveis (local, estadual e nacional), os obstáculos enfrentados e a agenda de lutas contra as reformas da Previdência e trabalhista e contra a terceirização foram temas discutidos na atividade “Mulheres na política”, realizada na sexta-feira, […]

Alexandra Kollontai: a mulher que incendiou o planeta

*Por Daniela França Chagas Valente Uma tarefa de todas as socialistas hoje é manter viva a história das revoluções e intervenções socialistas que muitas vezes estão à mercê da guerra ideológica que o capitalismo promove, colonizando nossas memórias.  Em 2017, ano em que se comemoram os 100 anos da revolução russa, é fundamental resgatar as […]

Quem segura as mulheres? Universidade cearense inaugura núcleo de atendimento às mulheres vítimas de violência

*Por Gladys Pontes Durante o ano de 2016, o Núcleo Jana Barroso, da Marcha Mundial das Mulheres, esteve a frente da campanha “Quem segura as mulheres?”, de combate à violência contra as mulheres na Universidade Estadual do Ceará (UECE). Percebemos que o debate sobre a (IN) segurança nos campi estava tomando grandes proporções, frente ao medo constante […]

SEGUIREMOS EM MARCHA ATÉ QUE TODAS SEJAMOS LIVRES!