O “pecado” da minha cor

*Por Juliana Mittelbach Nasci em Porto Alegre, mas fui criada no Rio de Janeiro. Cheguei com dois anos de idade e vivi lá até os 22. A cidade é linda e tem diversas atividades culturais, eventos anuais e pontos turísticos que encantam quem conhece. As atividades culturais são do que mais sinto falta: shows na […]

Breves considerações sobre a prostituição

*Por Luiza Mançano 1. A prostituição NÃO é uma escolha individual, ela é um modelo e um sistema que garante que o acesso dos homens ao corpo das mulheres Não devemos, como feministas, falar sobre prostituição como uma escolha individual, pois sabemos que no patriarcado os homens controlam individual e coletivamente o trabalho, o corpo […]

Decorativas ou empoderadas: as saídas do capital para a vida das mulheres

*Por Maria Júlia Montero Já faz um tempo, temos refletido sobre o crescimento do conservadorismo na nossa sociedade, mas também o crescimento de uma proposta feminista de cunho liberal – que não aponta uma ruptura com o sistema capitalista, mas simplesmente “incorporar” as mulheres a ele. As reflexões que quero fazer aqui giram em torno […]

Do Rio Doce à lama tóxica: para o feminismo, o capitalismo não tem eco

*Por Cíntia Barenho Já faz tempo que as feministas da Marcha Mundial das Mulheres denunciam as práticas criminosas e degradantes das multinacionais que exploram nossos bens naturais. E igualmente faz tempo que denunciamos os impactos que essa exploração traz para a vida das mulheres, especialmente aquelas que promovem sua autonomia econômica e garantem a sustentabilidade […]

Usos e abusos da mercantilização da água

*Por Iolanda Ide Em mais de 200 países, o conglomerado Coca-Cola vende pelo menos um de seus 500 produtos. Compra fontes de água e aufere astronômicos lucros vendendo-as engarrafadas, enquanto a população local perde o acesso à água potável. Além disso, para produzir 1 litro de coca-cola, gasta-se 3 litros de água que, ao não […]

SEGUIREMOS EM MARCHA ATÉ QUE TODAS SEJAMOS LIVRES!