Como o feminismo da MMM transforma nossas vidas [#02 – Marianna Fernandes]

Minha bisavó era uma leonina de 25 de julho que se chamava Anna. Quem a conheceu diz que ela era uma pessoa especial, uma mulher a frente do seu tempo, e que justamente por isso era incompreendida pela sociedade que a cercava.

SEGUIREMOS EM MARCHA ATÉ QUE TODAS SEJAMOS LIVRES!