Como o feminismo da MMM transforma nossas vidas #04 – Mariana Lacerda

12122637_904454486303075_6053343179343551221_n

Mesmo que eu escrevesse um livro inteiro não daria para transcrever tudo que vivi e senti, até porque eu poderia escrever os fatos, narrar coisas, mas não conseguiria transcrever e descrever os abraços, o cansaço, a alegria, as raivas, as alegrias, a admiração, os cheiros, os sabores, os apertos de mão, os cuidados e tantas outras coisas. Não conseguiria transcrever como tem sido minha vida depois da Ação Intencional da Marcha Mundial das Mulheres!

Dos dias 8 a 18 de março de 2010 participei da 3° Ação internacional da Marcha Mundial das Mulheres, a convite da primeira feminista que eu conheci na vida: a minha mãe. Foram dez dias que marcaram a minha vida. Foi através da Marcha que eu me reconheci NEGRA, e passei a não aceitar a imposição de um padrão. Na ação, todos aqueles dez dias, que se acrescentaram a minha vida como se fossem anos, se materializaram na descoberta e aceitação de quem eu sou. No fim da ação, eu, que tinha o cabelo liso, cortei totalmente para, a partir daquele dia, assumir quem eu era e assumir meus cachos.

Logo depois da ação me tornei militante da Marcha Mundial das Mulheres, me dedicando a construir esse movimento internacional que muda a vida das mulheres assim como mudou a minha. De 2010 para cá minha vida mudou radicalmente, já participei de varias formações, rodas de conversas, atos, oficinas de batucada. Através da Marcha troquei experiências com feministas de vários bairros, cidades, estados e até países. Através da Marcha conheci a luta das mulheres no Paraguay, a experiência das jovens feministas da Europa, a luta das mulheres da Argentina.

Em novembro de 2014 começamos a preparação para a 4ª Ação Internacional da Marcha. Foram diversos dias, meses de preparação. Fomos desafiadas a construir a ação nas nossas regiões, a liderar processos, a captar recursos, a construir parcerias, fortalecer nossas alianças, formar mais feministas para se juntar ao nosso time. Não foram fáceis, mas conseguimos!

A 4ª Ação Internacional da Marcha marca um ciclo muito importante na minha vida. As reuniões nos bairros, os ensaios, a garra das mulheres do Cariri, a relação com Rio Grande do Norte, o exercito de Feministas de Mossoró , a visibilização das alternativas e resistências que as mulheres vem produzindo a cada dia, a comunicação mostrando o nosso olhar sobre nós mesmas, e a Virada Feminista afirmando que queremos uma Virada nas nossas Vidas.

A 4ª Ação cumpriu seu papel: quantas mulheres conheceram o feminismo através da ação? Quantas mulheres voltaram pra casa mais fortalecidas? Quantas, assim como eu, se reconheceram negras? Quantas se libertaram e deram autonomia ao seus desejos e sua sexualidade? Quantas trocaram experiências com outras lutas e voltaram mais forte? Quantas coisas causaram rupturas? Eu sei que, assim como eu, muitas mulheres não voltaram mais as mesmas. Volto ainda mais fortalecida feminista e enegrecida e com mais convicção de seguir construindo esse movimento feminista, antirracista e anticapitalista!

A todas as companheiras que o feminismo e a marcha me proporcionaram conhecer, muito obrigada. Vocês são parte do que sou porque, como nossa música já fala: eu sozinha ando bem, mas com vocês eu ando beeeeeeeeeeem melhor!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

SEGUIREMOS EM MARCHA ATÉ QUE TODAS SEJAMOS LIVRES!

%d bloggers like this: