NOTA DE REPÚDIO: As mulheres brasileiras exigem respeito!

IMG-20150701-WA0011

O CLADEM, Comitê Latino Americano e do Caribe em Defesa dos Direitos das Mulheres, a Marcha Mundial das Mulheres, a Central Única dos Trabalhadores, a União Brasileira de Mulheres, a Rede Feminista de Saúde, a Secretaria Estadual de Mulheres do PT/RS, o Coletivo Feminino Plural, a THEMIS Gênero Justiça e Direitos Humanos, a Frente Parlamentar de Homens pelo Fim da Violência contra a Mulher – AL/RS, o Conselho Estadual dos Direitos das Mulheres do Rio Grande do Sul e o Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres de Porto Alegre – CONDIM, vêm expressar repúdio contra os adesivos de carro com mensagem sexista e uso da imagem da Presidenta Dilma Rousseff. Tamanho desrespeito dispensa a descrição ou a divulgação da imagem nesta nota.

A liberdade de expressão tem limites regulados em lei. Qualquer tentativa de protestar contra o aumento do combustível ou contra a chefe do Executivo brasileiro ultrapassou os direitos de imagem, e passou a configurar afirmação de violência contra a mulher. A imagem da mulher no adesivo,remetem a mensagem de uma violência sexual, o que por si é uma expressão inadmissível de suportar diante do atentado a dignidade sexual que convivemos cotidianamente. Além disso, a mulher em questão é a Presidenta da República, o que reforça a violência sexista que enfrenta a mulher na política.

As mulheres brasileiras se sentem ofendidas, desrespeitadas. Expressões como essa não retratam o exercício de democracia. É escárnio, deboche, é violência contra a mulher! Vai de encontro à Convenção Interamericana pela Eliminação de todas as formas de Discriminação contra a mulher – CEDAW, que o Brasil ratificou junto ao Sistema Interamericano de Direitos Humanos.

A circulação da imagem é ato discriminatório contra as mulheres brasileiras e contra a Presidenta Dilma. Tanto em mídia eletrônica quanto nos adesivos em veículos nas cidades brasileiras. Exigimos a proibiçãoIMG-20150701-WA0003 dessa circulação pelos meios judiciais cabíveis junto à polícia e o Governo Federal, assim como a responsabilização cível e penal dos responsáveis.

Porto Alegre, 01 de julho de 2015.

CLADEM Brasil – Comitê Latino Americano e do Caribe me Defesa dos Direitos das Mulheres

Marcha Mundial das Mulheres

Central Única dos Trabalhadores

União Brasileira de Mulheres

Rede Feminista de Saúde

Secretaria Estadual das Mulheres do PT/RS

Coletivo Feminino Plural

Themis Gênero Justiça e Direitos Humanos

Frente Parlamentar de Homens pelo Fim da Violência Contra a Mulher – Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul

Conselho Estadual dos Direitos das Mulheres do Estado do Rio Grande do Sul

Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres de Porto Alegre

Comments

  1. Marlene Flores says:

    Ja chega de tanta barbaridade., contra a presidente, contra as mulheres tem que acabar há tantos meios jurídicos porquê não são acionados parece que o nosso país aprova este tipo de protesto,, to cansada de abrir meu face e me deparar com isso dá nojo.

  2. Maria Aunécia says:

    HÁ MUITO VENHO HORRORIZADA COM TANTA VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES E FICANDO IMPUNE.
    MULHERES REAJAM, SÓ NÓS QUE PODEMOS TOMAR A FRENTE DESSE CASO, SIM HÁ ALGUNS HOMENS CONSCIENTES QUE VÃO NOS AJUDAR, PORÉM ABRACEMOS ESSA CAUSA QUE É NOSSA.
    PRONUNCIE-SE, COMPARTILHE, COMENTE, NADA DE FICAR FEITO LESMA.
    ESQUEÇAM LADOS PARTIDÁRIOS E/OU POLÍTICOS, INDEPENDENTE DE QUALQUER COISA ACIMA DE TUDO AQUI NESSE CHÃOZINHO DILMA ESTAR NOS REPRESENTANDO E COMO A FORÇA MAIOR NACIONAL É ELA QUERENDO OU NÃO É CHEFE DE ESTADO.
    ESQUEÇAMOS ESSAS COISAS FÚTEIS, UNAMOS, “POVO UNIDO JAMAIS SERÁ VENCIDO”.
    LEMBREM-SE DA REPERCUSSÃO DA GLOBO NA NOVELA BABILÔNIA EM RELAÇÃO AOS PROTESTOS DOS NOSSOS IRMÃO EVANGÉLICOS. ESSES SIM CUMPRIRAM COM SEU PAPEL NA RAZÃO DE SER. AS LEIS EXISTEM PRA ISSO, MAS SE NOS ACOMODARMOS AINDA ACONTECERÁ COISAS PIORES. SEJAMOS REALISTAS.

  3. Maria Necilda Firmino dos Santos says:

    Que crisis de humanidade estamos enfrentando. Não podemos ser omissas e não permitir,jamais, a continuidade da violência contra a mulher.

  4. Basta de violência contra a mulher! Os culpados por esse desrespeito absurdo não podem ficar impunes! Isso é caso de PROCESSO! Alguma entidade já tomou providências nesse sentido?

  5. Maria do Carmo says:

    Fico muito feliz em ver que as feministas, o movimento de mulheres se levantam em solidariedade. As cpanheiras do Claden, nós da MMM e todas q assinaram está Nota no seu lançamento passamos a semana recebendo mais assinaturas e apoios de grupos, entidades e individuais. Infelizmente não consigo publicar a todas aqui, mas saibam q estamos juntas na luta contra a violência que sofremos todos os dias.
    Queria destacar dois apoios que de forma consequente utilizaram seu conhecimento e lugar de poder para buscar responsabilizacão dos agressores:
    As companheiras do Escritorio CostaAdvogados que ajuizaram ação para a retirada e punição de todos e todas envolvidos.
    A Procuradoria da Mulher da Câmara de Vereadores de Porto Alegre que encaminhou a denúncia ao Ministério Público e a Polícia Federal, exigindo ação policial na retirada das imagens da internet e dos adesivos de circulação.
    Certeza de que juntas seguiremos em marcha até que todas sejamos livres!

  6. Conceiçao Paiva says:

    Os golpistas de plantao (ai incluidos politicos, imprensa, eleitores desinformados/mal formados), no desespero de aceitar a derrota nas urnas e em busca de um caminho para o impeachment (=golpe), mostram a cada ato sua monstruosa cara e reais intençoes. Uma face que revela a crueldade, desprezo e desrespeito que sentem pelo pais, pela democracia e pelo povo brasileiro, em especial, por nos mulheres.

  7. Silvana Gentile says:

    Prezadas Companheiras, posto link do Youtube sobre ação realizada em Guarulhos em contraponto a este adesivo vergonhoso: https://youtu.be/KUhaN214hOo. Confiram !!!!!!!

Trackbacks

  1. […] feministas gaúchas lançaram uma nota de repúdio à comercialização dos adesivos sexistas, observando que “qualquer tentativa de protestar contra […]

  2. […] feministas gaúchas lançaram uma nota de repúdio à comercialização dos adesivos sexistas, observando que “qualquer tentativa de protestar […]

  3. […] aqui a nota de repúdio das entidades: Comitê Latino Americano e do Caribe em Defesa dos Direitos das […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

SEGUIREMOS EM MARCHA ATÉ QUE TODAS SEJAMOS LIVRES!

%d bloggers like this: