NOTA DE REPÚDIO À VIOLÊNCIA MACHISTA IMPOSTA À ESTUDANTE KARINNY OLIVEIRA

tt

Vimos a público manifestar nosso repúdio à violência machista que vem sendo imposta à estudante de mestrado em educação da UFPE, Karinny Oliveira. Karinny, que é estudante bolsista, vem sofrendo uma série de violações psicológicas e institucionais, que culminou, no último dia 04 dezembro, numa ordem de prisão contra ela, por motivo de não pagamento de pensão alimentícia. É importante ressaltar que a bolsa de estudo do mestrado é sua única forma de renda, e que a ação judicial está sendo movida por seu ex-marido, que ocupa cargo de promotor de justiça.

Percebemos com indignação a forma perversa pela qual, instituições que deveriam promover justiça são utilizadas para reforçar privilégios e inverter os papéis de quem viola e tem seus direitos violados, na tentativa de controlar e punir as mulheres, que lutam para exercer seu direito fundamental a uma vida sem violências.

A violência contra Karinny não é um caso isolado. As mulheres enfrentam diariamente diversas formas de manifestação do machismo e estaremos sempre vigilantes para reafirmar o direito de todas as pessoas a uma vida livre de qualquer opressão.

Expressamos nossa solidariedade à estudante Karinny e reiteramos nosso repúdio a todas as formas de violência contra as mulheres.

Assinam:

ACACE – Associação Caruaruense de Cegos | Atec – Associação dos trabalhadores da educação de Caruaru | Atona Mídia | Coletivo Ilê Dandara | Coletivo Mangueiras – Jovens feministas por Direitos Sexuais e Direitos Reprodutivos | Conselho de Mulheres de Caruaru | Consulta Popular de Caruaru | Fórum de Mulheres do Agreste | Grupo de Pesquisa: Educação, Inclusão Social e Direitos Humanos: UFPE/CNPq | Levante Popular da Juventude de Caruaru | Marcha Mundial das Mulheres | Movimento Lutas e Cores de Caruaru | Movimento de Mulheres em Luta – Recife | MMTR/Ne – Movimento de Mulheres Trabalhadoras Rurais do Nordeste | MPRU – Movimento Popular pela Reforma Urbana | Movimento Quilombo, Raça e classe Agreste | Nugen – Núcleo de Estudos sobre Gênero e Enfrentamento a Violência contra à Mulher | Observatório dos Movimentos Sociais da América Latina |  Projeto Andar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

SEGUIREMOS EM MARCHA ATÉ QUE TODAS SEJAMOS LIVRES!

%d bloggers like this: