Agroecologia em marcha: feminismo no terceiro Encontro Nacional de Agroecologia

A feira montada, instalações e lonas armadas, agricultores e agricultoras de todas as regiões do país. Cerca de 2 mil pessoas de todo o país participarão de seminários, debates e atividades culturais do terceiro Encontro Nacional de Agroeocologia em Juazerio, Bahia, que começou ontem e vai até o dia 19 de maio. A Marcha Mundial das Mulheres também se faz presente para “Cuidar da Terra, Alimentar a Saúde e Cultivar o Futuro”, pensando, debatendo e construindo junto a agroecologia como alternativa de outro mundo possível para mulheres e homens.

Militantes da MMM e do GT Mulheres da Articulação Nacional de Agroecologia no ENA.

Militantes da MMM e do GT Mulheres da Articulação Nacional de Agroecologia no ENA.

2014 é o ano internacional da agroecologia. E o terceiro ENA acontece como importante espaço de organização e também pressão política fundamental para expressão democrática de uma parcela significativa da sociedade brasileira: a de agricultores e agricultoras.

O evento ocorrerá na Universidade Federal do Vale São Francisco (UNIVASF), organizado pela Articulação Nacional de Agroecologia, ANA, com a participação de diversas entidades que compõe esta rede, além de movimentos sociais do campo, da saúde, da economia solidária e do feminismo.

Para Rejane Medeiros, da MMM do RN e do GT de Mulheres da ANA, “A agroecologia era um debate muito masculino, mas nós mulheres fomos reivindicando nossos espaços e buscando visibilizar nosso protagonismo dentro do processo agroecológico que não trata apenas das plantas e das terras, mas também da relação de igualdade entre as pessoas. Por isso a importância do debate feminista”. Desde o último ENA, a paridade de gênero tem sido orientado para garantir a participação também das mulheres.

Como atividades do encontro, estão previstas a “Feira de saberes e sabores”, espaço aberto com produtos agroecológicos da agricultura familiar e das populações tradicionais de todo o país, palestras com especialistas sobre o tema, shows de artistas populares, plenárias de discussões para buscar responder: “por que interessa à sociedade apoiar a agroecologia?”

Francisca Carvalho, mais conhecida como Kika, agricultora da região da Chapada do Apodi, também militante da MMM do RN fala que: “É interessante apoiar a agroecologia para a nossa segurança alimentar e autonomia pra plantar, pra colher, pra defender nossas terras, nossa cultura, nossos valores”. E sobre o encontro, ela comenta que está muito animada para as trocas de experiências, para aprender e ensinar e pra defender nosso território da Chapada do Apodi que está ameaçado pelo projeto do DNOCS e em favor do agronegócio: “Lutar e resistir pela Chapada do Apodi”.

Míriam Nobre, da MMM SP e também do GT de Mulheres da ANA, afirma que neste ENA é possível ver algumas vitórias como a participação e protagonismo das mulheres, a construção conjunta de uma análise feminista da agroecologia quando as mulheres dizem que “SEM FEMINISMO NÃO HÁ AGROECOLOGIA!” e explica: “Nós mulheres também fizemos um processo preparatório para o ENA. Organizamos nossas discussões em um folheto e pretendemos ampliar estas discussões aqui no ENA e levar para as nossas companheiras. O desafio é de afinar a análise feminista da desigualdade entre mulheres e homens na reocupação dos territórios. Para nós, da MMM, nos cabe a tarefa de como repercutir a discussão que é feita principalmente pelas mulheres que estão aqui para as que não estão. Esta articulação feita principalmente pelas mulheres do campo precisa encorajar as mulheres da cidade na produção agroecológica urbana, por exemplo”.

AGENDA FEMINISTA NO ENA
16 – Plenária de abertura: Por que interessa à sociedade apoiar a Agroecologia?
17 – Manhã – Sessões simultâneas: Construção e disputas da agroecologia nos territórios
Tarde – Feira de Saberes e Sabores
Plenária das Mulheres
18 – Manhã – Seminários Temáticos: Por um Brasil Agroecológico
Tarde – Feira de Saberes e Sabores
Oficinas Autogestionadas – SEM FEMINISMO NÃO HÁ AGROEOCOLOGIA
19 – Manhã – Atos públicos
Tarde – Plenária final

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

SEGUIREMOS EM MARCHA ATÉ QUE TODAS SEJAMOS LIVRES!

%d bloggers like this: