Contra a bolsa-estupro, pela autonomia das mulheres e pelo estado laico

Alerta!

Hoje, entra em votação na Comissão de Finanças e Tributação do Congresso Nacional o Projeto de lei ° 478/2007 que “dispõe sobre o Estatuto do Nascituro e dá outras providências”. Também conhecido como o Bolsa Estupro. Este projeto, se aprovado, trará um verdadeiro retrocesso e uma violação dos direitos das mulheres.

Um efeito direto será a perda da possibilidade de fazer aborto legal nos casos de estupro, de risco de vida da mulher e de anencefalia. Ou seja, a vida do óvulo fecundado a qualquer tempo vale mais que a vida de uma mulher.

Até as mulheres grávidas que, espontaneamente, abortarem serão colocadas sob suspeita. Está em curso no Brasil um projeto para obrigar a mulher a ser mãe até as ultimas consequências. Com isso, crescerão mais ainda os abortos inseguros e a criminalização das mulheres que praticarem o aborto.

Vamos todas lutar contra o bolsa estupro!

Mandem mensagens hoje e amanhã para todos os deputados solicitando que votem contra este projeto.

Quem vota no bolsa estupro é contra o direto, a vida e autonomia das mulheres.

As mulheres no Brasil precisam ter seus diretos respeitados, saúde integral e autonomia para decidir sobre sua vida . O estado é Laico! Nenhuma religião deve impor seus valores morais a toda sociedade.

Marcha Mundial das Mulheres

Comments

  1. Pela primeira vez no mundo a mulher atual está escrevendo a sua própria história,ainda que não em todos os lugares.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

SEGUIREMOS EM MARCHA ATÉ QUE TODAS SEJAMOS LIVRES!

%d bloggers like this: