Arte e cultura feminista!

580632_450443948354721_697921103_n

*Por Gilmara Apolinário

Nos dias 10 e 11 de janeiro de 2013 aconteceu no Campus de Palmas da UFT, o I Festival de Arte e Cultura Feminista. Inspirado em alguns Festivais que já acontecem em outras regiões do país como o “Mulheres no Volante” e o “Vulva La Vida”, teve como objetivos centrais trazer para o espaço da universidade a interseção entre o debate feminista, a valorização da arte e música produzida por mulheres da comunidade local e acadêmica, e o fomento a novas produções artísticas femininas.

O evento foi organizado pelo NEAFU (Núcleo de Estudos e Ativismo Feminista Universitário) criado no segundo semestre de 2012 a partir da união de militantes do movimento feminista e estudantil da UFT – Campus de Palmas, e contou com o apoio do núcleo Olga Benário de Araguaina e do grupo Dina Guerrilheira de Palmas. Entre todas as atividades inéditas que o evento proporcionou aqui no estado, a mais importante delas foi sem dúvida a parceria entre os vários coletivos feministas locais para a realização do mesmo.

74918_450443128354803_2022288280_n306473_450443515021431_1777048092_nO festival foi sem dúvida um marco histórico no fortalecimento e reconhecimento do movimento feminista no estado, e proporcionou novas perspectivas sobre o movimento feminista, que ainda é um TABU mesmo no ambiente universitário. Isso foi possível na medida em que trouxemos os debates de Identidade de Gênero, Padrões de Feminilidade e Heteronormatividade, e Divisão Sexual do Trabalho para dentro dos espaços lúdicos do Festival. No CINE FEMINISTA, através dos filmes, debatemos questões históricas da luta e da vida das mulheres, avaliando sob uma perspectiva feminista filmes como “Camille Claudel”, “Frida Kahlo” e “For Colored Girls”.

A programação do Festival contou com exposições, que trouxeram a tona brilhantes artistas da comunidade acadêmica da UFT e de Palmas, dividindo o espaço com elas, uma exposição temática buscou levar aos observadores do evento uma visão feminista das vivencias diárias das mulheres. Teve ainda oficinas de STENCIL e Pintura de Camisetas, Pintura em Tela, Desenho Mangá e Lambe-Lambe, mesclando aspectos da arte no ativismo feminista e proporcionando a apropriação de técnicas artísticas pelas participantes.397652_450444468354669_1179382190_n

321053_450443368354779_848970626_nEncerramos o evento com uma belíssima Noite Cultural que  contou com shows de várias bandas e artistas locais mulheres, que mesmo com o temporal que irrompeu na capital tocantinense, permaneceram firmes e fortes nos presenteado com um belíssimo espetáculo de vozes, sons, batuques, gestos e emoções. De bandas e artistas femininas iniciantes a artistas já reconhecidas no cenário regional, diferentes influências e estilos musicais estamparam nas apresentações o sentimento libertário e contestador do feminismo.

 

*Gilmara Apolinário é militante da Marcha Mundial das Mulheres no Tocantins

Comments

  1. Táli Pires de Almeida says:

    Muito legal! Parabéns meninas!

  2. parabénss

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

SEGUIREMOS EM MARCHA ATÉ QUE TODAS SEJAMOS LIVRES!

%d bloggers like this: