CARNE – Patriarcado e Capitalismo

“Carne”, discuti a opressão sobre o sexo feminino e a desigualdade ente os sexos que se manifesta nos espaços público e privado.

Inspirado na autora austríaca Elfriede Jelinek, em notícias de jornais, estatísticas de violência contra a mulher, e em textos da historiadora Michelle Perrot, o espetáculo “Carne – Patriarcado e Capitalimos” discute as relações profundas entre patriarcado e capitalismo, mostrando, através de procedimentos épicos ou “pós-dramáticos” (segundo a expressão de Hans-Thies Lehmann), o panorama da opressão de gênero e a situação específica da violência contra as mulheres no Brasil.

Em cena, duas mulheres apresentam estatísticas, representam pequenas histórias, mostram bonecas infantis, pintam-se obsessivamente, enunciam trechos bíblicos e cantam músicas discriminatórias enraizadas no imaginário popular brasileiro. Além disso, imagens publicitárias e de obras de arte contemporâneas, são projetadas numa grande tela.

Confira trailler da peça e o caderno de texto que a Kiwi Companhia de Teatro preparou:



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

SEGUIREMOS EM MARCHA ATÉ QUE TODAS SEJAMOS LIVRES!

%d bloggers like this: