28 de setembro – Dia de luta pela legalização do aborto





Na próxima terça-feira, dia 28 de setembro, diversos movimentos feministas reunidos na Frente Nacional contra a criminalização das mulheres e pela legalização do aborto realizarão atos públicos para marcar o Dia Latinoamericano e Caribenho de Luta Pela Legalização do Aborto. A data foi proposta em 1990 e desde 1993 são realizadas ações em toda a região. 

Em São Paulo, o ato acontecerá a partir das 16h na Praça do Patriarca, e contará com panfletagem, batucada feminista, exibição do filme, entre outras atividades. 

A Frente Nacional elaborou uma Plataforma que contém diversas propostas para a efetivação dos direitos reprodutivos e da autodeterminação das mulheres, entre eles a legalização do aborto, a garantia de realização do procedimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e a descriminalização das mulheres que optam por realizá-lo. 

Criada em 2008, a Frente reúne diversos movimentos feministas e mistos, que se articulam para lutar pela legalização do aborto. A avaliação geral é de que nossa sociedade enfrenta atualmente uma ofensiva dos setores conservadores, que têm se organizado em diversas esferas – igrejas, Parlamento, ONGs – para tentar impedir que esse debate seja feito de forma clara e sem preconceitos. 

Sônia Coelho, integrante da Marcha Mundial das Mulheres, acredita que essa ofensiva tem inclusive pautado os debates eleitorais, já que os grupos anti-legalização do aborto não hesitam em atacar qualquer candidato ou candidata que se coloque ao lado dos direitos das mulheres. “Os debates aprofundados sobre a realidade das mulheres e as consequências da não legalização do aborto em sua saúde e suas vidas, que deveriam marcar o período eleitoral, simplesmente não estão sendo feitos”, afirma. 

Neste sentido, a Frente espera alcançar o objetivo de pautar sua Plataforma com a sociedade no dia 28 de setembro. “Será também um momento importante de aglutinação de pessoas e movimentos que ainda não fazem parte da Frente, mas debatem o tema e se posicionam a favor da legalização do aborto e da vida das mulheres”, coloca Sônia. 

Confira  Plataforma pela Legalização do Aborto construída pela Frente Nacional contra a criminalização das mulheres e pela legalização do aborto.

Comments

  1. Existem vários movimentos de vegetarianos que acham um absurdo matar animais, agora será que eles acham normal tirar uma vida humana? Não ao aborto. Concordo que o aborto em alguns casos é necessário, como em pedofilia e em abuso… mas por outro motivo? Não…

  2. Tbm sou contra o aborto. Sou a favor do esclarecimento, a distribuição da camisinha já que hoje em dia as pessoas acham que liberdade é libertinagem, mais acho que quem se acha responsável e adulto o bastante pra sair por aí transando deve ser tbm responsável e adulto pra assumir seus atos, imagina o que uma Lei destas aprovada vai fazer. Deus nos livre disso. Ninguém tem direito de tirar a vida de ninguém e aborto é crime.

  3. O aborto é a maneira difícil e cara de se tirar uma vida. Façam assim. Esperem a criança nascer daí vocês escolhem: dar veneno, esquartejar, matar na paulada, sufocada, apedrejada…
    O lema de vocês deveria ser: o que os olhos não vêem o coração não sente

    TORÇO PARA QUE ESTA LUTA SEJA UM FIASCO.

  4. Este comentário foi removido pelo autor.

  5. Aposto que essas mulheres não seriam contra o Aborto se essa discussão fosse quando elas estavam na barriga das mães, mas elas ja nasceram, então ficam ai falando esses absurdos. Isso é um atentado a vida, se sendo proibido ja fazem de forma indiscriminada, imagine legalizando, outra coisa, elas dizem que tem direito de decidir sobre seu corpo, mas quando gravidas o feto não é mais o corpo não é mais delas é e outa pessoa

  6. O que você acharia se sua mãe hoje lhe desse um tiro na cabeça? Absurdo? Um Crime? Quem comete um aborto faz o mesmo com um inocente. O crime é o mesmo! Assassinato! Que Deus tenha compaixão daqueles que perderam a noção do valor da vida. Cada vida tem seu valor. Quem somos nós para escolher quem é mais importante?

  7. “O aborto é o maior destruidor da terra, porque é uma guerra contra as crianças. Se uma sociedade entende como natural uma mãe matar o próprio filho, essa sociedade não tem o direito de pedir para os outros não se matarem uns aos outros.”
    Madre Teresa de Calcutá

  8. Peço com muito amor que os organizadores desse blog tenham a dignidade e humildade de assistir os vídeos abaixo:

  9. quem mata uma criança inocente, pode matar qualquer outra pessoa.

    Não à morte de inocentes, sim à vida!

  10. Como diz o bom mineiro “è di dá dó” dessas mulheres.

  11. “grupos anti-legalização do aborto não hesitam em atacar qualquer candidato ou candidata que se coloque ao lado dos direitos das mulheres (??????)” Direito das mulheres? Direito de matar? e o direito a vida? Que inversão absurda de valores!!

  12. Este comentário foi removido pelo autor.

  13. Este comentário foi removido pelo autor.

  14. A frase no cartaz deveria ser assim:
    EU ABORTO
    TU ABORTAS
    SOMOS TODAS ASSASSINAS. Torço para q um dia vocês tenham sensibilidade para perceber q uma criança precisa ser protegida e amada não importando se está dentro ou fora da barriga.Sou contra o aborto mesmo em casos de pedofilia e abuso.Afinal, por que um inocente pagaria por crime se nem o culpado receberia uma pena tão severa?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

SEGUIREMOS EM MARCHA ATÉ QUE TODAS SEJAMOS LIVRES!

%d bloggers like this: